Dinâmicas culturais da modernidade: um debate sobre identidades e política

  • Pablo Emanuel Romero Almada Universidade Estadual de Londrina

Resumen

O presente artigo debate as relações entre cultura e modernidade, a partir da epistemologia das ciências sociais e sua incidência nos atuais dilemas da filosofia política. Assim, procura-se compreender se a noção de emancipação pode ser resgatada na análise das dinâmicas culturais, conforme a passagem da modernidade para a pós-modernidade desdobra-se em termos de novos sujeitos e fronteiras fluidas, desfazendo as noções de estrutura social, de território e de Estado. O texto reforça a necessidade de composição de um novo paradigma de reconhecimento que vá para além das prerrogativas críticas estabelecidas nas ciências sociais, ou seja, considerando as diferenças culturais como ponto de apoio. Entende-se que essa opção tende a assegurar tanto a identidade do sujeito subalterno como a possibilidade de construção de sua representação política.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Pablo Emanuel Romero Almada, Universidade Estadual de Londrina

Doutor em Democracia no Século XXI e Mestre em Relações de Trabalho, Desigualdades Sociais e Sindicalismo pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC). Professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Cómo citar
Romero Almada, P. (2018). Dinâmicas culturais da modernidade: um debate sobre identidades e política. Reflexión Política, 20(39), 188-200. https://doi.org/10.29375/01240781.3302
Reflexión Política
Publicado: 2018-07-12